You are currently viewing Jaime G. Gralheiro (1930-2014)

Jaime G. Gralheiro (1930-2014)

Advogado e Dramaturgo | S. Pedro do Sul

Nasceu a 7 de Julho de 1930, no lugar de Macieira (faldas do S. Macário) da freguesia de Sul, concelho de S. Pedro do Sul. 

Licenciou-se em direito pela Universidade de Coimbra. Fixou-se em S. Pedro do Sul em 1956, onde, desde 1958, passou a exercer a profissão de advogado; aí iniciou também a sua actividade artística (dramaturgo e encenador) e, a partir do princípio da década de 60, uma intensa actividade política contra o Regime Salazarista . Em 1971, juntamente com José de Oliveira Barata, Manuela Cruzeiro e um grupo de jovens, fundou o “Cénico – Grupo de Teatro Popular” de S. Pedro do Sul. No “Cénico” montou, para além de algumas das suas próprias peças, obras de Lorca, Suassuna, Gil Vicente, Molière Dias Gomes e outros. A seu primeiro exercício teatral, a que deu o título de Feia (1950), foi escrito quando tinha 20 anos.
Como político apoiou a apresentação da lista da Oposição Democrática pelo distrito de Viseu, em 1965, e integrou a lista de 1969.

Foi o primeiro Presidente da Comissão Administrativa da CM de S. Pedro do Sul, após o 25 de Abril de 1974.
Recebeu, entre outros prémios, a Medalha de Mérito e Cultura do Ministério da Cultura; a Medalha de Instrução e Cultura da Federação Portuguesa das Colectividades de Cultura e Recreio; o Prémio de Carreira e a Medalha de Honra da Sociedade Portuguesa de Autores.


Em 2009 surpreendeu-nos com um grande painel em forma romanceada sobre os anos 60, a que pôs o título A Caminho do Nunca? ou Minha Loucura outros que me a tomem…“

Alguns livros: