Cidades Circulares

Cidades Circulares

INICIATIVA NACIONAL CIDADES CIRCULARES - PLATAFORMA PRAÇA DAS CIDADES | FUNDO AMBIENTAL

No âmbito da “Iniciativa Nacional Cidades Circulares”, o Município manifestou o seu interesse em integrar uma rede e identificar potenciais parceiros que partilhem desafios comuns em  Matéria de transição para a economia circular, sendo criada a plataforma pré-concursal “Praça das Cidades”.

Esta iniciativa tem como objetivo apoiar e capacitar os Municípios e as suas comunidades na transição para a económica circular e promover o desenvolvimento urbano sustentável.

Neste sentido, o Município manifestou interesse na integração de redes, nos seguintes temas prioritários:

  • Ciclo urbano da água – consiste na melhoria da eficiência da retenção, captação e uso da água; na promoção do aumento da reutilização, reciclagem e valorização da matéria-prima existente nas águas residuais e produtos até agora considerados finais; e a adoção de soluções de base natural e soluções inovadoras de produtos e processos para melhorar o bem-estar e a qualidade de vida urbana e reduzir a pegada hídrica dos sistemas urbanos;
  • Relações urbano-rurais – visa fomentar a equidade no acesso aos serviços de interesse geral; a afetação do solo rústico a atividades produtivas; minimizar os impactos da ocupação dispersa; potenciar a eficiência do metabolismo regional urbano; a utilização sustentável e eficiente dos recursos naturais; o desenvolvimento de sistemas alimentares regenerativos e de corredores de alimentação; a oferta de produtos regionais frescos; a gestão sustentável das florestas e dos solos; a formação de ciclos fechados de nutrientes e de outros recursos; e a preservação e recuperação dos serviços de ecossistemas e proteção da paisagem;
  • Urbanismo e construção – inclui ações integradas de reabilitação urbana; a promoção da reutilização de edifícios e espaços abandonados; a qualificação do espaço público e dos equipamentos urbanos; a regulação de novos modelos de negócios no setor imobiliário; e novas lógicas de contratação e de oferta de serviços públicos e espaços coletivos. Visa, ainda, promover a gestão inteligente dos resíduos da construção com soluções inovadoras e projetos demonstrativos.

No total do país, foram submetidas 66 manifestações de interesse, num total de 38 Municípios, das várias regiões do país. Destaca-se o elevado número de participações de municípios da região Centro, que submeteram 22 destas manifestações de interesse.

Numa próxima fase irá decorrer a criação das redes consoante as manifestações de interesse, e a candidatura a financiamento e apoio técnico conjunto, sendo que já se iniciaram contactos com outros Municípios para a criação de redes.

(Fonte: Município de Oliveira de Frades)

Deixe uma resposta